• Diretoria de Marketing

Mercado Internacional de Produtos Têxteis

O setor têxtil é extremamente expressivo no mercado internacional, posicionando-se entre um dos mais fortes e lucrativos, mesmo em períodos de crise. Nesse sentido, o Brasil está em quinto lugar na produção mundial de têxteis e vem crescendo em relação às categorias de algodão, orgânico, jeanswear, moda praia, moda íntima e tecidos inteligentes. Além disso, o setor têxtil brasileiro é um dos que mais gera emprego, atrás apenas das indústrias de produção de alimentos e bebidas.


O país, por outro lado, perdeu espaço no mercado internacional nos últimos anos, principalmente em função da falta de investimento em capacitação e em automação de mão de obra: enquanto China, Índia, Estados Unidos e Paquistão, os maiores produtores mundiais, já utilizam esse tipo de inovação, o Brasil se mantém sem muitas mudanças na cadeia produtiva.


Em relação ao mercado internacional de têxteis, as importações brasileiras crescem desproporcionalmente, resultando em um déficit na balança comercial, fenômeno que ocorre quando o país importa mais do que exporta determinado produto: entre Janeiro e Maio de 2021, o Brasil importou aproximadamente U$ 2 bilhões, em comparação aos U$ 400 milhões de exportação. Considerando esses números no comércio internacional, a Argentina é o país que mais compra produtos têxteis brasileiros, enquanto o Brasil importa majoritariamente da China.


Além disso, o Brasil participa de alguns acordos relacionados à internacionalização de produtos têxteis. Um deles é o firmado entre o Mercosul e a Colômbia, que define alíquota zero para qualquer tipo de operação internacional entre os países envolvidos. Isso quer dizer que qualquer importação ou exportação de produtos do setor não será taxada, com o objetivo de incentivar as relações comerciais entre tais países.


Boas práticas na exportação


Um grande diferencial no mercado internacional de têxteis é a origem da matéria-prima e da produção. Existe uma tendência atual de maior valorização de produtos que possuem certificados de alinhamento com práticas sustentáveis e conscientes, além da garantia de não utilização de trabalho escravo. Dessa forma, é sempre relevante que o exportador busque cumprir esses requisitos, certificando-se com selos de qualidade, por exemplo, para que seu produto tenha maior sucesso no país de destino. Um desses selos é o da ABRAVEST, que garante a qualidade do produto comercializado. Outro é o da Better Cotton Initiative (BCI), uma organização internacional que, além da alta qualidade do algodão, busca a rastreabilidade da matéria-prima.


O mercado durante a Pandemia


A pandemia do Covid-19 impactou a indústria têxtil brasileira e global de forma negativa. Com as medidas de isolamento social na primeira metade de 2020, o interesse na compra de itens de vestuário diminuiu drasticamente e resultou no encerramento das atividades de muitos negócios no setor da moda. Segundo dados da Inteligência de Mercado (IEME), em abril de 2020 a produção têxtil brasileira sofreu queda de mais de 90%, resultando em um déficit de 70% na balança do setor. Além disso, os prejuízos a grandes países exportadores de tecido ao Brasil - como China, Índia e Indonésia - foram estimados em cerca de 1 bilhão de reais.


Apesar do cenário desfavorável, uma pequena parcela de negócios conseguiu se adaptar ao “novo normal” e aderiu ao e-commerce - comércio realizado através da internet. Entretanto, essa migração não foi suficiente para causar um impacto real na venda de tecidos e sanar o rombo no mercado têxtil internacional. Por isso, após o afrouxamento das restrições sanitárias em muitos países, as empresas remanescentes se deparam com um aumento de demanda por consumo incompatível com a quantidade reduzida de matéria-prima para produção disponível no mercado em razão da queda das exportações de tecidos a nível mundial.


Em 2021, o mercado têxtil nacional já apresentou sinais de recuperação na área de exportações, com alta de 19,8% de janeiro a abril em comparação com os mesmos meses do ano passado, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT). Ainda assim, a balança comercial do Brasil nesse setor ainda é deficitária, isso se deu porque, nesse mesmo período, as importações tiveram alta de 32,7%, resultando em um saldo negativo de US$1,41 bi. Ou seja, na indústria têxtil, mais dinheiro saiu do que entrou no país.


Case de Sucesso


A Domani possui, como um de seus cases de sucesso, um projeto de exportação de gêneros têxteis, o Projeto Atlas, que visou proporcionar ao cliente um panorama de como promover seus produtos e realizar a prospecção de possíveis compradores no exterior. Nesse sentido, em busca de fornecer um empreendimento que abrangesse os pontos de interesse do cliente, o projeto executado teve como escopo Pré-Projeto, Promoção Comercial e Conclusão.

O Pré-Projeto foi uma etapa de definição da Nomenclatura Comum do Mercosul para os produtos em questão, além da pesquisa e elaboração de uma análise acerca do contexto comercial do produto no país de destino. O centro do Projeto Atlas se deu na Promoção Comercial, onde foram explorados os principais fatores que influenciam na exportação de produtos têxteis. Nesse sentido, a Domani conseguiu abarcar dados e informações sobre o mercado para essas mercadorias no país de destino, além de estudar a concorrência, avaliar quais os selos necessários à comercialização dessa mercadoria e promover a prospecção de prováveis clientes para o exportador. Essa etapa forneceu ao exportador uma visão do perfil consumidor do país de destino, compreendendo as necessidades do cliente.

Após uma execução bem sucedida, o Projeto Atlas tornou-se um case de sucesso da Domani por proporcionar soluções completas ao cliente, além de ter propiciado o aprendizado e crescimento dos membros que o executaram. Assim, este mostra-se uma referência do trabalho da Domani no âmbito do comércio internacional de produtos têxteis.


Quer internacionalizar produtos têxteis? A Domani pode te ajudar!


A Domani entende que o processo de inserção de uma empresa no cenário internacional é complexo e requer conhecimento no âmbito de Comércio Exterior. Nesse sentido, nossas soluções são pensadas para delinear uma perspectiva completa para nossos clientes, sejam eles exportadores ou importadores.


Através de um estudo aprofundado, fornecemos planejamentos completos a respeito do processo de exportação ou importação que buscam abarcar todas as etapas, desde o estudo de mercado até a prospecção de contatos e mapeamento de custos. Assim, nosso trabalho de consultoria enxerga cada projeto como uma possibilidade de guiar o cliente em uma internacionalização exitosa.


Escrito pelas trainees Hanna da Rocha, Ianina Rolinski e Thaís Helena.


Veja mais em Nossas Soluções e Cases de Sucesso, e entre em contato para mais informações!



Nos siga nas Redes Sociais!


LinkedIn: Domani Consultoria Internacional (link);


Instagram: @domaniconsultoria (link);


Facebook: Domani Consultoria Internacional (link).






55 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo