• Diretoria de Marketing

Mercado Internacional de Produtos para Cabelo

Atualizado: Fev 18

Mesmo um cenários de incertezas econômicas por conta da Covid-19, o setor de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos - HPPC, em que se insere a categoria de produtos para cabelo, somaram US$ 499.8 milhões em exportações no ano de 2020, um crescimento de 0,8% em relação ao ano de 2019, segundo o levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC). Tendo como principais destinos para exportação a Argentina, o México, o Chile, a Colômbia e o Paraguai.


Dentro desse setor, os produtos para cabelo se destacam como os itens mais exportados em outubro de 2020, com alta de 11,8% (US$12,4 milhões), em comparação com o mesmo período de 2019. Esse crescimento é reflexo da alta do dólar e da mudança de comportamento dos consumidores, com a interrupção dos serviços presenciais de estabelecimentos voltados para a área da beleza e estética em consequência da pandemia, as pessoas se viram em um cenário de improvisação em relação aos cuidados com seus cabelos, além do aumento a procura por diversidade de produtos que atendessem a diferentes tipos de necessidades capilares.


A tendência é que esse comportamento continue pois segundo a empresa WGSN (World Global Style Network), empresa britânica de previsão de tendências, os consumidores ainda estarão se recuperando das consequências do isolamento social e se ajustando à nova realidade pós-pandemia. Após o período de instabilidade, os consumidores serão mais cautelosos e focados no bem-estar, e haverá maior demanda para produtos de beleza que garantem conforto, segurança e praticidade.


Origem natural e sustentabilidade


A procura por produtos que se preocupam com questões de sustentabilidade ganhou força no ano de 2020, em decorrência de queimadas e diversos desmatamentos ambientais. Em vista disso, os consumidores estão tendo uma maior conscientização sobre o impacto do hábito de consumo no meio ambiente, o que potencializa a procura por produtos livres de parabenos, petrolatos e sulfato. Com isso, os produtos de origem natural ou veganos ganham força no mercado, onde o Brasil ganha destaque por ser conhecido globalmente por seus produtos inovadores, desenvolvidos com ativos da biodiversidade brasileira - considerado como diferencial para a fomentação dos negócios.


Ademais, os produtos hairceuticals, cosméticos que tratam a saúde dos cabelos ou do couro cabeludo, ganham notoriedade entre os consumidores pelo seu caráter curativo e funcionalidade sem restrições de uso - seus ingredientes são provenientes da natureza, como plantas, microrganismos e fauna do mar.


Por fim, de acordo com a Euromonitor International, empresa de pesquisa de mercados, esses produtos estão entre as prioridades para os fabricantes de hair care (cuidado capilar) nos próximos anos. As vendas globais foram de US $78 bilhões em 2019, 16,1% de crescimento em relação ao ano de 2014, de acordo com o site Cosmetic Innovation. Para 2024, a previsão é de que esse valor de vendas alcance US $81,7 bilhões.


Diversidade

A mudança de comportamento dos consumidores de produtos capilares durante a pandemia terá reflexo na forma de consumo desses produtos em 2021. Durante o ano de 2020, muitas pessoas procuraram fazer uso de seus cabelos naturais ou buscaram pela transição capilar, já que teriam mais tempo para se cuidar. A procura pelo bem-estar e o autocuidado será o foco dos consumidores neste ano, e em consequência a procura por produtos que se adequem aos tipos de cabelo do consumidor e que valorizem a beleza natural será maior. Segundo o estudo da Mintel, empresa privada de estudo de mercado, as marcas de produtos capilares devem se interessar mais pelas diferentes texturas dos fios caso queiram conquistar maior participação de mercado em 2021.


O Brasil em questão de diversidade de produtos para cabelos tem vantagem, pois foi a categoria que mais rápido se adaptou a atender às necessidades individuais dos consumidores - há inúmeras marcas que se diversificaram para atender ao público de cabelos crespos, cacheados e ondulados. Não só especificando ao público feminino, mas também ao público masculino que vem se interessando cada vez mais pelo autocuidado. Nesse sentido, os produtos de gênero neutro, produtos utilizados por todes, tem expectativa de crescimento de R$ 26 bilhões em 2021.

No momento em que os estudos de mercado trazem esse cenário de diversidade para atender a diferentes consumidores, não podemos deixar de trazer questões sobre representatividade dentro da categoria de produtos para cabelo, que tem papel importante tanto para crescimento desse setor quanto para saúde e autoestima dos consumidores.

Como a Domani pode te ajudar?


Como toda operação internacional, exportar e importar não são processos simples e demandam preparação e conhecimentos prévios. Para isso, o serviço de Planejamento Completo da Domani Consultoria pode te prover das informações e atividades necessárias durante os processos burocráticos, logísticos e financeiros da exportação, garantindo que sua operação ocorra sem grandes imprevistos e dentro dos termos legais do comércio internacional, assim, permitindo que a operação seja executada com segurança e autonomia. Por isso, considerando o crescimento, desenvolvimento e constante inovação no setor de produtos de cabelo, o mercado internacional se mostra promissor e aberto para esse segmento. Se você é produtor ou distribuidor de produtos de cabelo e considera internacionalizar sua marca ou seu produto, a Domani pode te ajudar a achar o melhor destino, facilitar as questões burocráticas e trazer segurança nos processos de exportação.

Nos siga nas Redes Sociais! LinkedIn: Domani Consultoria Internacional (link); Instagram: @domaniconsultoria (link); Facebook: Domani Consultoria Internacional (link). Peça sua Proposta!

214 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo