top of page

Descubra o futuro do arroz e aproveite as oportunidades internacionais agora!

Você sabia que o arroz é o cereal mais cultivado do mundo e que sustenta metade da população global? Este alimento não só fornece cerca 50% das calorias necessárias para a subsistência, mas também desempenha um papel essencial na luta contra a desnutrição.


O Brasil tem um amplo destaque na produção desse cereal, classificando-se como o 9ª maior produtor global e o 1ª dentre os países americanos. A rizicultura brasileira é reconhecida internacionalmente por sua qualidade, respondendo por 31% da produção só nas Américas. 


As exportações do produto ocorrem, em sua maioria, por meio de navios, os quais conferem não só maior segurança nas operações, mas também o transporte de grandes volumes por um custo menor. No último ano, os 7 principais destinos de arroz brasileiro incluíram os Países Baixos, Peru, Estados Unidos, Cuba, Bélgica, Costa Rica e México, mas para compreender qual desses países é mais promissor para esse produto brasileiro recomenda-se a realização de um Estudo de Mercado, um dos serviços disponíveis na Domani Consultoria Internacional.  



O panorama da rizicultura em 2023


Apesar dos desafios climáticos e cambiais enfrentados em 2023, as exportações de arroz obtiveram um ótimo resultado. O El Niño - fenômeno climático que provoca o aquecimento das águas do Oceano Pacífico Equatorial e altera o regime dos ventos alísios - afetou a produção, mas ainda assim exportamos 1,8 milhão de toneladas, gerando uma receita de US$ 622 milhões. Além disso, o preço da saca de 50kg aumentou de R$91,82, ao final de 2022, para R$126,80, em dezembro de 2023, um crescimento de 38%


Diante disso, o término do último ano trouxe uma das maiores altas acumuladas entre os principais produtos agrícolas brasileiros, ocasionando um acréscimo de 24,54% no seu preço em 2023.



As perspectivas do setor em 2024


Para 2024, as expectativas para a rizicultura brasileira são de equilíbrio, com a previsão de exportação de 2 milhões de toneladas de arroz, 11,1% a mais que em 2023. Somente no primeiro bimestre de 2024, os embarques do cereal somaram 182,1 mil toneladas, o que correspondeu a US$60,8 milhões. Somente em fevereiro deste ano, as exportações atingiram 98,5 mil toneladas, o equivalente a uma receita de US$34,3 milhões. Isso representa um crescimento em comparação com o mesmo mês do ano passado,  quando foram exportadas 90,6 mil toneladas, alcançando um valor de US$26,5 milhões.


O cenário internacional aguarda um crescimento de 345 mil toneladas na produção global em 2024. A maior exportadora da mercadoria no mundo, a Índia, deve cair de posição mediante a proibição governamental das exportações indianas de arroz em 2023. A medida, que permanece em 2024, foi tomada com vistas a conter os altos preços do mercado interno do país. Essa decisão possibilita a introdução de outros fornecedores que supram a demanda do produto no mercado indiano. Tal fator pode beneficiar os exportadores brasileiros no aumento da venda e na valorização do preço do arroz.


Contudo, o enfraquecimento das safras de outros países, apesar de impulsionar as exportações brasileiras, pode ter um efeito negativo no mercado doméstico, visto que pode levar a contração do abastecimento interno e a dilatação dos preços, principalmente, diante do atual processo de recuperação da produção. 


Quer saber como seu produto se insere no mercado? Nossa Promoção Comercial  identifica os padrões de consumo, bem como estabelece informações sobre selos e certificados que confiram credibilidade internacional para seu produto. Venha conferir nossas soluções e peça já seu diagnóstico!


Como obter segurança na exportação do arroz?


Na Domani, realizamos uma consultoria internacional especializada para assegurar o mercado ideal para o seu produto. O nosso objetivo é ajudá-lo a aproveitar essas oportunidades internacionais! Além de estabelecer os destinos que garantem maior aceitabilidade e estabilidade no comércio, nossas soluções permitem uma compreensão das particularidades dos trâmites aduaneiros, logísticos e financeiros, além dos aprimoramentos de suas estratégias de negócio e de competitividade a nível internacional


Quer aproveitar essa oportunidade e potencializar o seu negócio? Solicite agora o seu diagnóstico e dê o próximo passo para marcar a sua presença no mercado internacional




 

Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais!






Referências:


AEGRO. Previsão do preço do arroz para 2024: o que esperar do mercado?. Disponível em: https://blog.aegro.com.br/previsao-do-preco-do-arroz/. Acesso em: 04 abr. 2024




GLOBO RURAL. Exportações de arroz vão crescer, mas não faltará produto no Brasil. Disponível em: https://globorural.globo.com/agricultura/arroz/noticia/2024/01/exportaes-de-arroz-vo-crescer-mas-no-faltar-produto-no-brasil-diz-conab.ghtml. Acesso em: 03 abr. 2024


REVISTA CULTIVAR. Brasil exporta 182,1 mil t de arroz no 1º bimestre de 2024, diz Abiarroz. Disponível em: https://revistacultivar.com.br/noticias/brasil-exporta-182-1-mil-t-de-arroz-no-1o-bimestre-de-2024-diz-abiarroz. Acesso em: 03 abr. 2024





50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page