top of page

Quer lucrar no comércio exterior? Entenda como os preços do cacau podem impactar sua exportação!

Atualizado: 2 de jul.

O consumo do cacau é feito em todo o mundo sob suas diversas formas. É inegável a importância deste produto que tem unido economias do mundo todo, como o Brasil, países da costa oeste da África, Europa e Estados Unidos. Neste blog mostraremos a perspectiva mais atual deste mercado e as oportunidades que estão sendo geradas para os mais diversos produtores que procuram sucesso no comércio exterior


A Inserção do cacau no comércio exterior


Originário do continente americano, o cacau (Theobroma cacao) é uma commodity essencial para a produção de chocolate, cacau em pó, nibs, licor, manteiga de cacau, cosméticos e produtos farmacêuticos. O mercado global de cacau movimenta cerca de US$ 746 bilhões por ano no Brasil, com o setor de chocolate

representando US$ 329 bilhões.


Apesar de desafios históricos, como a doença "vassoura de bruxa" nos anos 90, o Brasil tem potencial para retomar sua posição de destaque na produção e exportação de cacau. Vamos explorar o mercado global de cacau e suas perspectivas!


Diversificação e potencial de mercado


A versatilidade do cacau vai muito além dos seus subprodutos, revelando um mercado amplo e cheio de oportunidades para diferentes produtores no comércio exterior. Isso se deve ao fato de o cacau poder ser comercializado em seis variedades diferentes, cada uma com seu próprio código no Sistema Harmonizado (SH). Essas variedades são:


  • Cacau inteiro/partido, em bruto ou torrado

  • Cascas e outros desperdícios de cacau

  • Pasta de cacau

  • Manteiga de cacau

  • Cacau em pó

  • Outras preparações de cacau


Quer saber qual produto tem maior potencial em mercados estrangeiros? Ou quais países são mais promissores para o seu produto específico? Entre em contato conosco! Temos experiência com mais de 50 produtos e podemos ajudar você a iniciar sua jornada no comércio exterior.


O impacto do preço do cacau


Desde 2016, o preço internacional do cacau variava entre US$ 2.000 e US$ 3.000 por tonelada. No entanto, de 2022 a fevereiro de 2024, houve uma alta histórica, elevando o preço médio para US$ 10.000 por tonelada, segundo o ICE. Esse aumento de 242% está ligado à redução da oferta do produto, principalmente pelos exportadores da costa oeste da África.


Nesse sentido, é importante ressaltar que a cacauicultura global se concentra principalmente em países tropicais, incluindo o Brasil. Mas os grandes protagonistas desse cultivo são alguns países da costa oeste do continente africano. No entanto, as mudanças climáticas, El Niño e La Niña têm prejudicado a produção de cacau que se concentra na costa oeste da África.


Em contraste, a análise do ComexStat mostra que o Brasil não sofreu uma queda na quantidade exportada durante esse período. Desde 2016, o país tem mantido exportações anuais entre 69.000 e 79.000 toneladas. Vale ressaltar que, embora tenha havido uma redução nas exportações de 30.000 toneladas entre janeiro e maio de 2023 para 27.000 toneladas no mesmo período de 2024, os preços elevados compensam, garantindo a viabilidade do comércio exterior. Em 2024, as exportações brasileiras de cacau já atingiram US$ 160 milhões! Aproveite essa oportunidade, entre em contato agora com um dos nossos analistas!


Estratégias de expansão e competitividade


Os maiores exportadores de cacau em 2023 foram Costa do Marfim, Países Baixos, Gana, Alemanha e Malásia. Costa do Marfim se destaca, somando US$ 5 trilhões em exportações anuais, sendo US$ 3 trilhões apenas em cacau inteiro.


No entanto, condições climáticas adversas e o vírus de rebento inchado têm prejudicado as safras de cacau na África. Com isso, os preços internacionais do produto foram aumentados, abrindo oportunidade de ascensão a novos produtores para suprir a crescente demanda global de chocolate. Nesse sentido, os produtores brasileiros podem se beneficiar desse cenário para expandir suas exportações ao mercado externo.


Além do cacau bruto, produtos de maior valor agregado, como chocolate e derivados mais complexos, também têm espaço no mercado externo. De acordo com o ComexStat, as exportações brasileiras de chocolate cresceram significativamente:


  • Janeiro a maio de 2022: US$ 56 milhões (14 mil toneladas)

  • Janeiro a maio de 2023: US$ 69 milhões (17 mil toneladas)

  • Janeiro a maio de 2024: US$ 78 milhões (17,3 mil toneladas)


Produtores brasileiros podem se beneficiar desse cenário, especialmente com produtos de maior valor agregado, como o chocolate. As exportações brasileiras de chocolate também vêm crescendo, atingindo US$ 78 milhões entre janeiro e maio de 2024.


Como alcançar novos mercados


Para ser assertivo na entrada em novos mercados globais, é essencial entender quais países são mais receptivos aos produtos brasileiros. Os principais parceiros comerciais do Brasil para cacau e seus derivados incluem Estados Unidos, Alemanha, Países Baixos, França, Reino Unido e Bélgica. Entretanto, deve-se entender os principais países importadores para o seu produto específico para então analisar a viabilidade da operação. Caso tenha interesse em entender mais como ocorre esse processo, baixe este ebook!


Garanta conformidade e o seu espaço no mercado internacional


O cacau se trata de um produto agrícola, o aumento do foco na sustentabilidade e nas práticas agrícolas responsáveis trouxe consigo regulamentações mais rigorosas. Produtores e comerciantes precisam gerenciar riscos relacionados à conformidade com normas ambientais, responsabilidade social e certificações, já que qualquer irregularidade pode resultar em consequências financeiras e comerciais.


Precisa de ajuda para regularizar seu produto em novos mercados? Marque um diagnóstico gratuito com a Domani, empresa com mais de 28 anos de experiência no setor. Estamos aqui para transformar seu sonho em realidade!



 

Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais!






Referência:


MDIC. Comex Stat. Disponível em: <https://comexstat.mdic.gov.br/pt/geral/107203>. Acesso em 17 de junho de 2024.


E2+. O que está acontecendo com o preço do cacau?. Disponível em: <https://www.linkedin.com/posts/e2-economia_cacau-mercadoagraedcola-economiaglobal-ugcPost-7208847957306056704-C9_H/?utm_source=share&utm_medium=member_ios>. Acesso em 27 de junho de 2024.



TRADEMAP. Cocoa Brazil imports. Disponível em:<https://www.trademap.org/Country_SelProduct.aspx?nvpm=1%7c%7c%7c%7c%7c18%7c%7c%7c2%7c1%7c1%7c1%7c1%7c%7c2%7c1%7c1%7c1>. Acesso em 27 de junho de 2024.


EDITORA ECONET. Capítulo 18. Disponível em: <https://www.econeteditora.com.br/tipi/tipi4542-02/cap18.asp>. Acesso em 27 de junho de 2024.


ICE FUTURE U.S. Cocoa Futures. 2024. Disponível em: https://www.ice.com/products/7/Cocoa-Futures/data?marketId=7157314&span=3. Acesso em: 28 de junho de 2024


LOGCOMEX. Dia do Cacau. Disponível em: <https://blog.logcomex.com/exportacao-de-cacau/>. Acesso em 27 de junho de 2024.



53 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page