top of page

O café brasileiro no comércio exterior: Nova tendência sustentável na importação de commodities

Que as exportações de commodities agropecuárias brasileiras foram um grande sucesso em 2023, você já sabe! Mas você sabia que o Brasil tem tido amplo destaque no comércio internacional, especialmente no que se refere a produção de café em 2024? Descubra agora mesmo como o país está se destacando na exportação de produtos e consolidando sua marca no comércio exterior!


Crescimento das exportação de café em 2024


Apesar das tendências indicarem um cenário de desafios frente às adversidades climáticas, sanitárias e geopolíticas, de janeiro a março deste ano, o setor cafeeiro já exportou mais de US$37,44 bilhões. Isso é 44% a mais do que o mesmo período do ano passado! Esse crescimento impressionante ocorre mesmo diante de uma queda de 11,9% nos preços dos produtos agropecuários brasileiros, o que revela, que esse grande volume exportado tem compensado a redução do valor das commodities e um grande destaque na exportação de café brasileiro. 


Imagine o potencial de aumentar ainda mais a gama de compradores no comércio exterior! Explorar novas parcerias e estabelecer condições atrativas é essencial para continuar crescendo. Quer saber como exportar produtos e maximizar os seus negócios? Fale com um dos nossos analistas agora!


China: Um importante parceiro comercial


Sob essa perspectiva, a China se destaca como uma importante compradora de mercadorias brasileiras. Atualmente, com 27% de participação, é o maior destino de exportações nacionais. Além disso, o consumo de café na China, especialmente entre jovens de 20 a 35 anos, tem crescido significativamente. Nessa senda, em 2023, a China comprou mais 1,5 milhões de sacas de 60kg de café, um aumento de 278,5% em relação a 2022, o que levou o país a alcançar a sexta posição dentre os maiores importadores de café brasileiro.


Para fortalecer essa relação, a Embaixada do Brasil em Pequim, em parceria com o Consulado Geral do Brasil em Shanghai e o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), promoveu os projetos de sustentabilidade, diversidade e qualidade dos cafés brasileiros na China International Fair for Coffee Industry (COFAIR). Dessa maneira, na feira que ocorreu entre os dias 16 e 19 de maio, o público chinês pôde ter contato com o produto brasileiro de forma a compreender a variedade de seu cultivo, seus modelos de produção, as iniciativas de sustentabilidade e de responsabilidade social, entre outros. 



Entender os padrões de consumo no mercado estrangeiro carece de um estudo efetivo e minucioso. Por isso, para que uma Promoção Comercial aumente os negócios com êxito, é necessária uma análise de inserção estratégica a fim aumentar a competitividade da mercadoria.  


Sustentabilidade e Parceria com a União Europeia


A sustentabilidade do café nacional também havia sido ratificada pelo Cecafé, em parceria com a Missão do Brasil junto à União Europeia, em abril. A União Europeia representa uma importante parceira comercial do Brasil, sobretudo no que tange a comercialização de café, dado que três dos cinco maiores importadores são membros do bloco, a saber, Alemanha, Bélgica e Itália.


Nesse sentido, o Conselho reuniu representantes do alto nível de decisão de quatro grandes áreas da Comissão Europeia, emissários do Parlamento Europeu, da EU Agency for the Space Programme (EUSPA), do Joint Research Centre (JRC), além das autoridades competentes pela fiscalização do Regulamento da União Europeia para Produtos Livres de Desmatamento (EUDR) na Alemanha, Bélgica, Itália, Espanha, Suécia, Irlanda e Eslovênia. 


Sob esse viés, o Cecafé explicitou, por meio da apresentação da Plataforma de Monitoramento Socioambiental Cafés do Brasil, desenvolvida pela Serasa Experian, que a commodity brasileira cumpre todos os requisitos de sustentabilidade exigidos pela legislação europeia. Essa Plataforma realiza um monitoramento de detalhes técnicos, de geolocalização e de coleta de dados socioambientais, que permite a participação do Brasil, em conjunto aos europeus, na fiscalização das regulamentações socioambientais. Por conseguinte, a iniciativa tem demonstrado o alinhamento do país com os interesses da União Europeia, fortalecendo seus laços comerciais e facilitando a inserção dos negócios brasileiros no comércio exterior.


Desafios Logísticos nas Exportações


No entanto, desafios logísticos têm dificultado a chegada do café aos países de destino. O Porto de Santos (SP), principal ponto de embarque da mercadoria no Brasil e responsável pelo escoamento de 11.386 milhões de sacas de café nos últimos quatro meses, enfrentou 80% de atrasos nos navios em abril de 2024. Somado a isso, o Complexo marítimo do Rio de Janeiro, segundo maior escoador do produto em território nacional, também tem enfrentado atrasos significativos, chegando a 70% de retardos verificados em seus navios. Eduardo Heron, diretor técnico do Cecafé, afirma que “os exportadores brasileiros seguem enfrentando intensos desafios logísticos, com o alto índice de atrasos de navios e a falta de espaços, que incorrem em ineficiências, principalmente no Porto de Santos, destacando-se como os principais entraves na adição de elevado custos, não planejados, aos players desse segmento”. Como superar esses desafios e começar a exportar agora?


Evite imprevistos com os nossos planejamentos


Para que o transporte da mercadoria não envolva imprevistos técnicos, realizar um Planejamento Logístico é essencial! Por meio dele, podem-se estabelecer todos os procedimentos relativos ao deslocamento da mercadoria, desde sua saída no local de origem até sua chegada no mercado alvo. 


Aproveite o potencial do mercado internacional e leve suas exportações para o próximo nível com a Domani! Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudar a expandir seus negócios de forma sustentável e eficiente. Converse com um dos nossos analistas!



 

 

Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais!






 


Referências


Cecafé. Brasil exporta recorde de 4,2 milhões de sacas de café em abril.  2024. Disponível em: https://www.cecafe.com.br/publicacoes/noticias/brasil-exporta-recorde-em-abril-20240513/. Acesso em: 23 maio 2024. 


Cecafé. Brasil reúne principais DGs da Comissão Europeia e autoridades competentes para detalhar plataforma de monitoramento socioambiental do café.  2024. Disponível em: https://www.cecafe.com.br/publicacoes/noticias/agenda-brussels-20240426/. Acesso em: 23 maio 2024. 


Cecafé. Cecafé promove sustentabilidade e qualidade dos cafés do Brasil na China. 2024. Disponível em: https://www.cecafe.com.br/publicacoes/noticias/cecafe-cofair2024-china-20240520/. Acesso em: 23 maio 2024.


Cecafé. Mesmo com gargalos, Brasil exporta 3,6 milhões de sacas de café em fevereirol.  2024. Disponível em: https://www.cecafe.com.br/publicacoes/noticias/mesmo-com-gargalos-brasil-exporta-36-milhoes-de-sacas-de-cafe-em-fevereiro-20240311/. Acesso em: 23 maio 2024. 


CNN. Exportações batem recorde em 2023 com alta na venda de 3 commodities e mais envios à China. 2024. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/economia/macroeconomia/exportacoes-batem-recorde-em-2023-com-alta-na-venda-de-3-commodities-e-mais-envios-a-china/. Acesso em: 23 maio 2024. 


PISTORI, Wolfgang. Mesmo com commodities em baixa, agro brasileiro tem faturamento recorde com exportações; entenda. G1, 2024. Disponível em: https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/agrishow/noticia/2024/04/20/mesmo-com-commodities-em-baixa-agro-brasileiro-tem-faturamento-recorde-com-exportacoes-entenda.ghtml. Acesso em: 23 maio 2024. 


Trade Map. List of importing markets for a product by Brazil in 2022. 2022. Disponível em: https://www.trademap.org/Country_SelProductCountry_Map.aspx?nvpm=1%7c076%7c%7c%7c%7cTOTAL%7c%7c%7c2%7c1%7c1%7c2%7c1%7c1%7c2%7c1%7c1%7c3. Acesso em: 23 maio 2024. 


114 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page