top of page

Seis etapas para exportar recicláveis


No Brasil, a reciclagem é fundamental para o meio ambiente, economia e sociedade, porém, enfrenta desafios significativos. Apenas 4% dos resíduos recicláveis são efetivamente reciclados, apesar do grande potencial. A conscientização, investimentos em infraestrutura, incentivos econômicos e políticas públicas são necessários para melhorar essa situação e aproveitar plenamente os benefícios da reciclagem.


Os principais materiais recicláveis exportados pelo Brasil são: papel e papelão, plásticos e metais (principalmente alumínio). Esses materiais têm diferentes destinos e valores no mercado internacional, dependendo da sua qualidade e da demanda dos países importadores.


Em março de 2021 foi assinado por 175 Estados-membros uma resolução da ONU, que aborda a produção-descarte e o ciclo completo de vida do plástico. O que traz novas perspectivas para os países.

A projeção para o mercado de exportação para materiais recicláveis em 2024 é otimista, considerando que há uma tendência global de valorização da economia circular e da sustentabilidade. Além disso, o Brasil tem um grande potencial para aumentar a sua participação nesse mercado, já que possui uma grande quantidade de resíduos sólidos urbanos com potencial para serem reciclados.


Para exportar materiais recicláveis, é preciso seguir seis etapas principais, como:


  1. Identificar os potenciais compradores no mercado internacional, que podem ser empresas ou cooperativas que utilizam os materiais recicláveis como matéria-prima para seus produtos;

  2. Estabelecer os critérios de qualidade e quantidade dos materiais recicláveis, que devem estar limpos, separados por tipo e embalados adequadamente;

  3. Obter as licenças e certificados necessários para a exportação, como o Registro de Exportação (RE), a Declaração de Exportação (DE) e o Certificado Fitossanitário Internacional (CFI), entre outros;

  4. Contratar os serviços de transporte e logística para o envio dos materiais recicláveis ao país de destino, considerando os custos e os prazos envolvidos;

  5. Emitir a nota fiscal e a fatura comercial dos materiais recicláveis, que devem conter as informações sobre o valor, a quantidade, a descrição e a origem dos produtos;

  6. Receber o pagamento pelos materiais recicláveis, que pode ser feito por meio de acordo entre as partes. INCOTERM®

QUER SABER POR ONDE COMEÇAR?


Encontrar compradores, entender os requisitos de qualidade do mercado, saber como obter as licenças e certificados e definir o INCOTERM utilizado podem levar meses e anos de pesquisa. Se você quer se inserir no mercado de exportação já em 2024, entre em contato com uma consultoria para agilizar o procedimento. Dessa forma, você conseguirá se inserir muito antes no mercado internacional com segurança e autonomia e aproveitando todas as oportunidades que o comércio exterior tem a oferecer.

Na Domani Consultoria, fazemos um diagnóstico gratuito para formular um projeto que posicione sua empresa com competitividade no comércio exterior.



 

Nos siga nas redes sociais!








REFERÊNCIAS


: COMÉRCIO DE RECICLÁVEIS - O MERCADO COMPLETO E O CICLO DE VIDA DO PRODUTO https://portalresiduossolidos.com/comercio-de-reciclaveis-o-mercado-completo-e-o-ciclo-de-vida-do-produto/


: Índice de reciclagem no Brasil é de apenas 4%, diz Abrelpe | Agência Brasil https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2022-06/indice-de-reciclagem-no-brasil-e-de-4-diz-abrelpe


: Reciclagem No Brasil: Panorama Atual E Desafios Para O Futuro - FMU https://portal.fmu.br/noticias/reciclagem-no-brasil-panorama-atual-e-desafios-para-o-futuro/




87 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page