• Diretoria de Marketing

Os efeitos da guerra entre Rússia e Ucrânia nas importações de fertilizantes

Atualizado: 17 de jun.

A recente invasão da Ucrânia pela Rússia pode afetar gravemente o agronegócio brasileiro.

O Brasil é o maior importador mundial de fertilizantes. Segundo dados da Associação Nacional para Difusão de Adubos, em 2021, 85% desses insumos consumidos do

país foram importados, e 23% foram provenientes da Rússia, entre os principais insumos comprados pelo país estão o nitrogênio, fósforo e potássio.


Segundo o pesquisador da Embrapa, José Carlos Polidoro, a soja é o principal produto consumidor de soja, seguido do milho, da cana de açúcar e algodão, representando cerca de 90% do fertilizante produzido importado pelo Brasil. A grande dependência dos fertilizantes se dá pelo fato do solo brasileiro ser bastante pobre em nutrientes.


Nesta quinta-feira (3), durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, declarou que a possibilidade de se importar fertilizantes russos está absolutamente descartada durante a guerra na Ucrânia. Situação a qual vai impactar fortemente nos preços dos alimentos: "Temos a suspensão desse comércio porque não temos como pagar esses produtos, nem navios para carregar. Enquanto houver guerra, é totalmente descartada a possibilidade de receber fertilizantes”


Isso ocorre porque, no momento, inúmeras sanções econômicas foram aplicadas contra russos e bielorrussos, por causa da invasão à Ucrânia. Assim, seus bancos foram bloqueados do sistema de transferências internacionais Swift, e ainda não há previsão de quando e como os compradores internacionais conseguirão fazer os pagamentos pelas importações, logo, Brasil não consegue trazer os produtos destes países.



Plano Nacional


Desde novembro de 2021, o Governo Brasileiro já procurava lançar o Plano Nacional dos Fertilizantes, o qual tem como meta reduzir a dependência externa por meio de propostas legislativas para facilitar a produção nacional do insumo. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), para o plano ser executado, é preciso fazer uma reformulação da política industrial, o que envolve reduzir tributos para tornar a produção mais barata. Diante desse cenário, a associação pondera que o país tem todo o potencial para atrair investimentos privados ao setor.



Como a Domani pode te ajudar?


A Domani Consultoria Internacional está sempre atenta aos acontecimentos mundiais e como eles podem afetar o comércio exterior brasileiro. Possui interesse em encontrar novos mercados? Pensando no atual cenário global? A Domani é capaz de guiá-lo(a) principalmente em relação ao nosso estudo de mercado, visando realizar uma análise do cenário global atual. Com um Estudo de Mercado que fornece uma análise de indicadores de facilidade ao comércio exterior, macroeconômicos e fluxos comerciais, é possível encontrar novos mercados para importar o produto desejado. Tem interesse pelos nossos serviços? Entre em contato conosco!


Confira nossos posts mais recentes: Panorama Geral do Comércio Exterior Brasileiro em 2021; A importância da Lei Geral de Proteção de Dados no Comércio Exterior




Referências

G1. Guerra na Ucrânia: por que o Brasil depende tanto dos fertilizantes da Rússia? Disponível em: https://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2022/03/03/guerra-na-ucrania-por-que-o-brasil-depende-tanto-dos-fertilizantes-da-russia.ghtml. Data de acesso: 04/03/2022


CANAL RURAL. Brasil não vai importar fertilizantes russos durante guerra, diz ministra. Disponível em: https://www.canalrural.com.br/noticias/politica/brasil-nao-vai-importar-fertilizantes-russos-durante-guerra-diz-ministra/.Data de acesso: 04/03/2022

 

Nos siga nas Redes Sociais!


LinkedIn: Domani Consultoria Internacional (link);


Instagram: @domaniconsultoria (link);


Facebook: Domani Consultoria Internacional (link).

119 visualizações0 comentário