• Diretoria de Marketing

Entenda o atual cenário do mercado internacional de café verde e seu potencial para os exportadores

O café verde é um dos principais produtos da economia brasileira, além de um cenário favorável para o mercado exportador, o produto é demandado internamente. A seguir, acompanhe o panorama do mercado de café verde.


grãos de café verde em cima de uma mesa
grãos de café verde


Contextualização do mercado brasileiro de café verde


O café verde é uma commodity importante para o comércio exterior brasileiro, isso porque o Brasil é o maior exportador mundial do produto e comercializa mais de 35 milhões de sacas anualmente. A Embrapa estima que, até 2030, o consumo mundial de café poderá atingir a marca de 208 milhões de sacas de 60kg por ano.


Apesar da grande demanda externa e do potencial de aumento no consumo de café, é necessário sempre se atentar à qualidade do produto. No caso específico do café verde, é primordial garantir que características físicas, químicas, sensoriais e de segurança atendam os padrões dos diversos tipos de consumidores. Desse modo, a qualidade do grão é determinada tanto pela genética, quanto pela colheita, preparo e armazenamento do produto.


Europa: maior mercado de café verde do mundo


O continente europeu é responsável por cerca de um terço do consumo global de café e, por isso, é uma região atrativa para os exportadores brasileiros. No ano de 2019, por exemplo, a Europa consumiu 34% do total de café, o que totaliza 3.356 mil toneladas do produto. Por ser o maior mercado de café do mundo, a Europa também é o maior importador de café verde. Por fim, de acordo com a Eurostat, o Brasil é o maior fornecedor para os europeus, sendo responsável por 27% do total das importações do continente.


A União Europeia (UE) possui uma das maiores médias de consumo per capita anual do mundo, que é de pouco mais de 5 kg de café verde por pessoa ao ano. Com o acordo Mercosul-UE, a expectativa é que o café verde brasileiro possa ampliar sua presença no exterior e se estabelecer cada vez mais como oportunidade para quem deseja internacionalizar sua produção, isso porque o acordo prevê a redução das barreiras tarifárias, que são tributos incidentes em bens de exportação e importação, e das taxas de exportação, o que favorece a comercialização do produto brasileiro para o continente europeu, o tornando mais forte e competitivo.

Nota-se, portanto, que exportar café para a União Europeia representa uma oportunidade para os exportadores brasileiro. Desse modo, vale mencionar quais são os principais consumidores de café do bloco europeu e quais países mais importam o produto do Brasil.


Quer entender melhor sobre a exportação de um bem perecível como o café?

Não deixe de baixar nosso ebook que fala mais sobre os cuidados.


Maiores consumidores de café verde na União Europeia


A Alemanha é o principal mercado consumidor de café na União Europeia. No ano de 2021, o país foi responsável por cerca de 14,8% das importações mundiais do produto, o que movimentou uma quantia superior a US$ 3,3 bilhões, sendo US$ 1 bilhão em café brasileiro. Outro mercado considerável no ano de 2021 foi a Itália, que importou US$ 1,4 bilhões em café e comprou US$ 477 milhões do Brasil. A Bélgica também se destaca, já que foi responsável por 4,6% das importações mundiais do café e movimentou US$ 493 milhões no mercado brasileiro. Além dos 3 países citados, outros países da União Europeia aparecem com grandes mercados de café como a Espanha, França, Países Baixos, Suécia, Finlândia, Irlanda, entre outros.

Como a Domani pode te ajudar?


Possui interesse em exportar café verde para o mercado europeu, mas não sabe por onde começar? Conhece as taxas incidentes sobre a exportação do produto? A Domani Consultoria Internacional pode te auxiliar e mostrar o caminho para a realização de todas as etapas necessárias para que o seu processo de internacionalização seja efetuado com sucesso de maneira autônoma e segura. Nossas soluções incluem análises dos melhores países para a comercialização do produto, bem como relatórios a respeito da partes burocrática, logística e financeira presentes na exportação para os países da União Europeia.


Tem interesse e quer saber mais ainda das nossas soluções? Não deixe de conferir algumas de Nossas Soluções e Cases de Sucesso, e entre em contato conosco para mais informações!

 

Nos siga nas redes sociais!


LinkedIn: Domani Consultoria Internacional;

Instagram: @domaniconsultoria;

Facebook: Domani Consultoria Internacional;


Referências Bibliográficas


ATLANTICA COFFE. Qualidade do café verde | Classificação, Cupping e Planejamento de Produção. Disponível em: https://www.atlanticacoffee.com/qualidade-do-cafe-verde-padroes-que-devem-ser-seguidos-rigorosamente/. Acesso em: 09. Agosto. 2022.


SISCOMEX. Com acordo Mercosul-UE, café brasileiro pode ampliar presença no exterior. Disponível em: https://www.gov.br/siscomex/pt-br/informacoes/demais-noticias-de-comercio-exterior/agricultura/com-acordo-mercosul-ue-cafe-brasileiro-pode-ampliar-presenca-no-exterior. Acesso em: 09. Agosto. 2022.


TIME VISION. Europa é o principal destino global de fornecedores de café verde. Disponível em: https://timevision.com.br/qual-e-a-demanda-por-cafe-no-mercado-europeu/



86 visualizações0 comentário